Não sei mais conviver com as pessoas. Tenho vivido tão só durante tantos anos. Devo estar acostumado. Dormir 24 horas foi a maneira mais delicada que encontrei de não perturbar o meu próprio equilíbrio. Estou me transformando aos poucos num ser humano meio viciado em solidão. E que só sabe escrever. Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como “eu gosto de você”.
Caio F. Abreu. (via oescritor)